Alan Moore

Alan Moore

Talvez Alan Moore não seja um ser vivo, mas uma força da natureza. Invocado pela primeira vez em 18 de novembro de 1953, esse singular roteirista viveu toda sua vida em Northampton, Inglaterra.

O subúrbio industrial cinza e soturno de sua infância não parece o plano de fundo ideal para aflorar a imaginação. Mesmo assim, foi a fonte, juntamente com os quadrinhos norte-americanos, de onde tirou sua prodigiosa imaginação.

Claro, outros artistas merecem a mesma importância. Mas Moore é único em sua gestão criativa. Afinal, enquanto escreve, brinca de ser sério com tal seriedade que convence a todos!

E seus brinquedos? As tramas mirabolantes e geniais, e os pobres heróis e vilões que caem sem suas mãos.

Mas Moore não é um deus supremo. É parte do jogo que ele mesmo cria. E nisso está toda a graça de sua brincadeira: descobrir com os personagens onde tudo vai chegar…

Duvida que Moore seja um brincalhão? Mesmo quando sabemos que resolveu se tornar bruxo, para não virar um quarentão chato e intelectual?

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Escritor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s